Aprenda Fotografia: Dicas, Artigos e Tutoriais.

Menu & Search

Como funciona a câmera #3 – Diafragma e Abertura da Lente

26 de maio de 2015

Neste texto você vai saber como funciona o diafragma da objetiva e quais efeitos da imagem ele controla. Este artigo é composto de  5 partes:


Assim como a sensibilidade ISO explicada no artigo anterior, o diafragma da objetiva também vai controlar (a princípio) a quantidade de luz que a câmera capta. No entanto, ele faz isto de uma maneira um pouco diferente do ISO. Antes de explicar como ele controla a luminosidade, veja a imagem .gif abaixo.

Gif Animado movimento de diafragma e abertura da objetiva

Como você pode ver acima, o diafragma é um dispositivo composto por lâminas que aumenta ou diminui a passagem de luz dentro da objetiva da câmera. Quanto mais aberto, mais luminosidade passa pela lente, quanto mais fechado, menos luz. A melhor analogia é a de uma torneira: quanto mais aberta, mais água escorre por ela. À medida que a fechamos a torneira, o fluxo da água vai diminuindo. O mesmo acontece com a luz ao passar pelo diafragma.

O tamanho da abertura do diafragma é indicado em numerações f/x. Quanto maior o numero f/x, menor é a abertura da objetiva. Por exemplo, em f/22 teremos um diafragma bastante fechado, enquanto em f/2 teremos um diafragma mais aberto.

O que significa o número f/x?

O número indicativo do diafragma pode confundir um pouco no começo, mas não é muito difícil entendê-lo. A sigla f/x é uma equação, onde “f” representa a distância focal da objetiva dividida por um número. Esta equação nos dá o tamanho exato do diâmetro da abertura da objetiva.

Por exemplo, em uma objetiva 110mm, teremos que o diâmetro da abertura em f/2.8 será 39mm (3,9 cm).

Explicação abertura e diafragma

Já em f/22 teremos uma abertura de 5mm (0,5 cm), permitindo portanto a passagem de uma quantidade menor de luz que em f/2.8.

exemplo_diafraggma_abertura_explicacao_f_2

É por isso que quanto maior a distância focal de uma objetiva, maior terá que ser a sua “boca” para manter grandes aberturas de diafragma. Tomemos por exemplo uma Canon EF 200mm f/2. Para atingir um diafragma de f/2 a objetiva precisa ter uma abertura de 100mm (10 cm), resultando nesta monstruosa (e caríssima) objetiva que você vê na imagem abaixo.

Abertura da Canon EF 200mm f/2L IS USM

Como desfocar o fundo das imagens?

Aha! Chegamos à parte que a maioria dos iniciantes em fotografia têm interesse. O diafragma é a parte principal dentro do processo fotográfico que controla a profundidade de campo, leia-se, o famoso e tão solicitado ato de “desfocar o fundo” em termos leigos. Veja abaixo como controlar este efeito em suas imagens.

Profundidade de Campo

A abertura da nossa objetiva vai ser o principal fator que controla a profundidade de campo em nossas fotografias. A profundidade de campo é a área dentro da imagem onde teremos nitidez. Esta área pode ser curta, como nos casos em que o fundo fica desfocado, ou longa, como nos casos em que tudo está em foco desde o início até o fim da imagem.

Exemplo alta e baixa profundidade de campo

Abrindo ou fechando o diafragma da objetiva, controlamos esta área de nitidez dentro da imagem. Isto é demonstrado na imagem abaixo, onde no primeiro item o diafragma encontra-se completamente aberto, permitindo uma profundidade de campo que engloba somente a modelo do meio, deixando as da frente e as de trás desfocadas.

diagrama profundidade de campo e diafragma

No segundo exemplo na imagem acima o diafragma está completamente fechado. Em uma abertura tão pequena a profundidade de campo aumenta consideravelmente, deixando todas as modelos da imagem em foco.

Quando fazemos o foco antes de fotografar (independente de ser automático ou manual),

Nem toda objetiva oferece grandes aberturas de diafragma. O valor máximo e mínimo de f/x muda de objetiva para objetiva. Você deve olhar o manual da sua lente para obter esta informação. Veja abaixo mais dois exemplos de profundidade de campo controlada pelo diafragma.

Exemplo imagem alta profundidade de campo

Em f/8 obtive uma alta profundidade de campo na imagem deixando em foco desde os elementos frontais até os elementos posicionados no horizonte.

Exemplo imagem com profundidade de campo rasa com diafragma aberto

Como o diafragma foi configurado em f/1.4, obtive uma grande abertura, reduzindo drasticamente a profundidade de campo da imagem.

É importante lembrar que ao fechar o diafragma a quantidade de luminosidade a entrar na câmera diminui. O contrário acontece quando se abre o diafragma, muita luz passa a entrar de uma vez. Esta luminosidade deve ser compensada utilizando-se as outras ferramentas: velocidade de obturador e sensibilidade ISO.

Outros fatores que influenciam a profundidade de campo

Ao contrário do que a maioria pensa, não somente a abertura controla a profundidade de campo de uma imagem. Dois outros fatores influenciam muito a PdC final de uma fotografia: a) a distância focal da objetiva; b) a distância do fotógrafo para o objeto e o objeto do fundo.

Quanto maior a distância focal de uma objetiva, menor será a profundidade de campo. Ou seja, falando em termos leigos (e errados porém mais fáceis de entender), quanto mais “zoom” a objetiva oferece, menor será a profundidade de campo.

Além disso, quanto mais próximo o fotógrafo estiver do tema fotografado, e mais distante o tema fotografado esteja do fundo, menor será a profundidade de campo.

No exemplo abaixo utilizei uma objetiva 300mm com diafragma configurado em f/13, uma abertura que normalmente não nos ofereceria uma profundidade de campo rasa. No entanto, por utilizar uma objetiva com grande distância focal e também por estar muito próximo ao modelo e o modelo muito distante do fundo, obtive uma profundidade de campo bastante reduzida.

Exemplo: fundo desfocado pela distância focal

Mesmo em f/13 o fundo da imagem ficou completamente desfocado por causa da distância focal de 300mm da objetiva.

Como a distância focal da objetiva também interfere na profundidade de campo, não deixando isto somente à cargo do diafragma, quando utilizamos objetivas grande angulares (com baixa distância focal) vamos quase sempre obter uma alta profundidade de campo, mesmo em aberturas de diafragma muito grandes.

Na imagem abaixo o diafragma foi configurado em f/2.8, uma abertura grande. Mesmo assim, devido à pequena distância focal de 16mm oferecida pela objetiva, a profundidade de campo continua alta, já que quanto menor a distância focal maior será a PdC.

Grande Angular: exemplo de alta profundidade de campo com diafragma aberto

Mesmo com diafragma muito aberto (f/2.8) a imagem tem alta profundidade de campo por causa da distância focal de 16mm da objetiva.

Como saber que f/ usar?

Agora que você já entende sobre o ISO e o Diafragma, você já tem um pouco de controle sobre a sua imagem. Na hipótese se você desejar uma alta profundidade de campo, pode-se fechar o diafragma e compensar a pouca quantidade de luz a entrar na objetiva aumentando a sensibilidade ISO. E se o objetivo for o contrário, diminuir a profundidade de campo aumentando o diafragma, pode-se compensar a grande quantidade de luz a entrar na câmera diminuindo o a sensibilidade ISO.


Na hora de fotografar, faz-se um balanço entre o ISO, abertura de diafragma e velocidade de obturador  para alcançar a luz ideal. Mas tudo isto fica para o último artigo, onde falo de fotometria.

Veja outros artigos parte desta série para aprender a operar a sua câmera no modo manual:

Comentários

comentários

Tags de posts
Post relacionado
Como obter o máximo de nitidez de sua objetiva

Como obter o máximo de nitidez de sua objetiva

Saiba como extrair o máximo de nitidez da sua objetiva…

Vídeo: Fotografia de Paisagens – Presidente Kubitschek

Vídeo: Fotografia de Paisagens – Presidente Kubitschek

Saímos de Diamantina e fomos rumo a Presidente Kubitschek, fotografar…

Vídeo: Fotografia de Paisagens – Conselheiro Mata

Vídeo: Fotografia de Paisagens – Conselheiro Mata

Num passeio por Conselheiro Mata, distrito de Diamantina, MG, mostro…

5 comentários neste post

  1. […] III – Diafragma e a Abertura da Objetiva […]

  2. […] III – Diafragma e a Abertura da Objetiva […]

  3. […] III – Diafragma e a Abertura da Objetiva […]

  4. […] III – Diafragma e a Abertura da Objetiva […]

  5. renan disse:

    aff que cosa chata

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite e aperte enter para pesquisar